Como Incentivar o Seu Filho a Sair do Sedentarismo

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a OMS, uma pessoa pode ser considerada “inativa” quando não realiza por semana, pelo menos 150 minutos de atividade física total.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=xz2S5CdKlgE[/youtube]

Já as crianças entre 6 a 17 anos para terem a quantidade certa de exercícios semanais devem somar 300 minutos de atividades semanais, caso o contrário, são consideradas sedentárias. Dividindo o tempo total, o ideal é que elas façam movimentos pelo menos 5 vezes na semana e durante 60 minutos. As atividades não precisam ser contínuas, podem ser divididas em blocos de 10 minutos, por exemplo. Todos os exercícios podem se considerados, como alongar, caminhar, pular, correr, pegar, jogar, entre outros.

Para evitar que o seu filho entre ou continue na lista dos sedentários é bom que as atividades físicas entrem na vida dele como um hábito. Porém, nem sempre é fácil convencer as crianças das necessidades de se movimentar. É muito comum hoje em dia que eles prefiram os computadores e jogos eletrônicos.

Especialistas Dão Dicas Para Incentivar o Seu Filho a Movimentar-se

Segundo os especialistas existem várias formas de estilumar o interesse do seu filho pela prática de exercícios. Veja uns exemplos, a seguir!

1- Dê você o exemplo

Os pais terão mais facilidade em convencer os filhos a praticarem exercícios se eles mesmo o fizerem. É comum que as crianças sigam o padrão do pai e da mãe. A criança vê que eles não fazem absolutamente nada, não se sentirão motivados a fazer e ainda podem questionar por que eles devem fazer.

Estudos científicos comprovam a necessidade da atuação dos pais para que se convença as crianças a praticar atividades físicas também. Segundo as pesquisas do Journal of Pediatrics, quando o pai é inativo a chance do filho seguir o mesmo caminho sobe para mais de 3 vezes.

2- Use o imaginário infantil a seu favor

O diálogo é sempre importante entre pais e filhos e também deverá ser usado para tirar o seu filho do sedentarismo.

Converse com o seu filho e o faça enxergar, através do seu imaginário, o que o sedentarismo representará para ele daqui a alguns anos.

3- Estimule as brincadeira de rua para tirar o seu filho do sedentarismo.

Não proponha para o seu filho somente passeios em lugare fechados. Use o momento de lazer para prática de exercícios também ao ar livre. Melhor do que incentivar o lado consumista dele passeando no shopping, leve-o para tentar contato com a natureza.

Sempre que for possível leve o seu filho para brincar em lugares abertos, que tenham espaço para ele  correr, fazer brincadieras de rua.

Os pais deve estimuar a vontade do filho de sair da frente do computador e experimentar novas brincadeiras a céu aberto, como praia, sítios, campo.

Além disso, estimular o seu filho a assitir jogos, como futebol, vôlei ou basquete, entre outros, ajudará a criar nele o interesse pelo esporte. Mas, atenção, não force o seu filho a fazer determinado esporte por que você gosta, isso fará com que ele tome raiva da atividade. Se ele quiser entrar em uma escolinha, deve ser uma escolha individual e você deverá apoiá-lo.

4- Preste atenção no que a escolha está oferecendo como atividades física para o seu filho.

As escolas deveriam oferecer atividade física para as crianças, mas não é bem assim. Segundo um Censo Escolar de 2013, somente 31% das escolas no Brasil possuem quadra de esportes. O que significa que falta infraestrutura para que as crianças e jovens desenvolvam as atividades necessárias para o desenvolvimento deles.

Por causa da Educação Física na escola, alguns pais pensam que o sedentarismo do filho está vencido, mas se acompanhar de perto verá que não é bem assim. Por isso, fique de olho e veja o que realmente o seu filho está fazendo de atividades físicas na escola.

5- Jogos eletrônicos e televisão não podem ser a qualquer hora.

As crianças hoje em dia estão muito antenadas na tecnologia e os jogos eletrônicos, o computador e também a televisão, acabam sendo o lazer preferido delas. Mas, isso não pode ser assim. Segundo a OMS, não é recomendado que o tempo em frente à TV para uma criança supere duas horas.

Ficar sentado na frente da televisão, computador ou jogos eletrônicos só aumenta o sedentarismo do seu filho. A OMS sugere que o horário para essas atividades seja determinado e controlado.

6- Reserve um espaço livre na casa para o seu filho.

As casas e apartamentos estão cada vez menores, o que prejudica as crianças que ficam sem espaço para brincar dentro de casa.

Quando existe um quintal seguro ou uma área do condomínio é perfeito, mas nem sempre é assim. Porém, o seu filho precisa ter espaço dentro da própria casa para brincar. Não entulhe o quarto dele de coisas, coloque menos móveis e objetos possíveis e estimule a dança, a brincadeira com a corda, bambôle ou qualquer outra atividade física.

7- O estímulo deve começar desde cedo.

Não espere seu filho crescer muito para estimulá-lo a praticar atividades. Quanto mais tempo ele ficar no sedentarismo mais difícil será mudar o comportamento.

Ainda bem pequeno, deixe objetos que são do interesse dele com uma certa distância para que ele precise fazer esforça para pegá-los.

Quando o bebê fizer os primeiros movimentos, use cadeiras, brinquedos, bolas e apoiadores para ele se movimentar. Já quando for maior, use o movimento dos animais como estímulo para brincadeira de imitá-los.

8- Incentive o seu filho a escolher pelo menos um esporte individual ou coletivo para praticar.

Você não deve forçar o seu filho a praticar um esporte por que você gosta, mas deve incentivá-lo sim, a escolher um esporte que seja coletivo ou individual. Segundo os especialistas em medicina esportiva, o momento justo para dar a início a essa escolha é entre 7 a 10 anos. O ideal é que a criança pratique duas modalidades esportivas, uma para desenvolver os membros inferiores e a outra para desenvolver os membros superiores.

Outras Dicas Para Tirar o Seu Filho do Sedentarismo

  • Não estimule a preguiça do seu filho, por exemplo, usando meio de transportes em trechos que poderiam ser percorridos a pé.
  • Dê o exemplo, brinque e jogue com ele.
  • Compre brinquedos que estimulem os movimentos do corpo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Filhos

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *