Namoro na Rotina

Parece que o relacionamento homem e mulher passa por um “ciclo”. Pensando dessa forma dá para considerar a primeira etapa aquela mais interessante da vida a dois, que proporciona mais prazer. Talvez seja por que nesse momento um está tentando conhecer o outro e fingir que não está vendo os defeitos é uma forma de fazer com que ele parece perfeito.

Pelo menos é isso que dizem os psicólogos. Segundo esses profissionais, o ser humano tem a capacidade e tendência a “aceitar” ou fingir não perceber os defeitos do outro, quando está interessado em estabelecer uma relação. Ele mente para si mesmo dizendo que não são “defeitos” ou que é um modo de ser que pode ser mudado ou que ele conseguirá se adaptar.

Tem também a euforia do início da relação. As pessoas neste momento estão apaixonadas, o tal “fogo aceso” e a arte da conquista é sempre prazerosa para ambas as partes. Porém, pesquisas revelam e não precisa ir muito longe, basta questionar as amigas, que com o passar do tempo até o beijo de boa noite deixa de existir.

Um dos maiores e mais importantes jornais do Reino Unido fizeram uma pesquisa sobre o assunto e constataram que entre os casais ingleses, 80% vão dormir sem fazer um gesto de carinho.

Ao contrário, do que muitas pessoas sustentam a falta de carinho e a rotina começam a minar o relacionamento. A dúvida é se a falta de carinho é que gera a rotina ou se a rotina faz com que os gestos de carinho desapareçam.

O Que Dizem Os Psicólogos Brasileiros

A rotina é ruim sim e que fique o alerta, segundo os psicólogos, ela é ruim em qualquer setor ou parte da sua vida. Alguns profissionais chegam a aconselhar os seus pacientes buscarem um novo caminho para ir ao trabalho, pegar um outro ônibus, experimentar algo novo para sair da rotina.

No caso do relacionamento dos casais, para alguns psicólogos, a rotina é sem dúvida a maior vilã para esfriar uma relação e a falta de contato físico é um “sinal vermelho” de que as coisas não vão bem.

O afeto e o carinho devem fazer parte de uma relação, sem eles, certamente o casal começará se afastar pouco a pouco. O mesmo serve para rotina, se ela toma conta da vida a dois, será difícil manter a chama da paixão acesa, dizem os psicólogos. 

Dicas Para Não Deixar a Rotina Tomar Conta do Seu Relacionamento

1- A televisão não deve ficar no quarto.

Se vocês são casados ou vivem juntos e esse era um hábito da vida de solteiro é melhorar mudar imediatamente. A televisão pode virar um grande vício, daquele que o homem ou a mulher ficará de olhos grudados nela e não lhe dará a mínima atenção até cair no sono.

Os psicólogos alertam que assistir televisão antes de dormir é um hábito que compromete a qualidade do sono. E todos nós sabemos que o diálogo no meio de um filme ou novela é impossível.

Então, deixe a preguiça de lado e faça com que a televisão permaneça na sala. Além disso, não abra mão do beijo de boa noite, se um não tomar a iniciativa o outro deve tomar.

2- Você tem que saber a hora de parar de trabalhar.

Nos dias atuais o trabalho acabou tomando conta de boa parte da vida dos homens e das mulheres. Com o celular que acumula tudo é comum ver pessoas que chegam do trabalho e continuam se envolvendo nas questões da empresa por que abrem todos os e-mails e o pior, acham que devem responder.

Esse limite em relação ao trabalho, dizem os psicólogos, cada um de nós deve se colocar. Ninguém é obrigado a estar conectado todo o tempo, salvo em algumas profissionais e casos específicos. Se você não é um médico, desligue o celular ao chegar em casa e vá curtir a sua vida pessoal.

Participe do que “vai ter para janta”, de vez em quando proponha sair para comer fora, converse sobre o trabalho de cada um, divida os problemas de casa, enfim, dedique o seu tempo para a sua vida pessoal. 

3- O excesso do uso do computador.

Serve para o computador, assim como para o celular, que na verdade é praticamente um. Não há relação que resista a um dos dois ou ambos, que chegam em casa, mal se falam e cada um abre o computador e começa a “navegar”, se afastando totalmente da relação. Se esse hábito faz parte da sua rotina, dizem os psicólogos,  o seu relacionamento está no fim ou está prestes a chegar lá. Sem diálogo e interação entre o casal é impossível que uma relação continue interessante e que a chama do amor e da paixão mantenha-se acesa.

4- Sentir orgulho do seu companheiro ou companheira.

As pessoas querem e precisam sentir-se importantes umas para as outras. É muito comum que na rotina o homem ou a mulher se esqueça disso e trate tudo aquilo que o outro faz como simples, natural, não fez mais do que a sua obrigação.

Segundo os psicólogos, em uma relação saudável faz parte que o casal sinta orgulho mútuo, que admire como o outro se comporta, o que ele conquista, dê força, elogie e seja menos crítico. 

5- A conversa é inevitável.

Os psicólogos garantem que os casais conseguiriam vencer boa parte das suas crises se tivessem toda semana conversa com hora marcada, se fosse terapia de casal, ainda melhor. Mas, as mulheres sabem que conversar com os homens não é tarefa fácil. A chamada “DR” dificilmente é bem digerida pela classe masculina.

Neste caso, os profissionais aconselham a buscar a conversa de uma outra forma, sem dar um tom de cobrança ou briga. Além disso, alertam que o ficar zangado, de cara feia, sem dizer o motivo é um dos modos mais fácil de acabar com uma relação.

A conversa, a melhor hora, como abordar o assunto, cada pessoa descobre com a convivência e observação do outro.

6- Carinho nunca é demais.

Atenção e carinho nunca são demais. Não precisa ser grudenta ou grudento, mas abrir um sorriso e falar “bom dia” e “bom noite”, fazer um elogio, dar um beijo de despedida. Lembre-se do que os psicólogos falam, a falta de contato físico é uma demonstração de que o relacionamento vai mal. 

7- Dividir planos e desejos.

Dizem que os opostos se atraem. Mas, dá para imaginar duas pessoas muito diferentes dividindo o mesmo teto? Até aí é possível, mas e depois, como contentar uma parte sem descontentar-se, fazendo aquilo que você não gosta.

Um bom relacionamento, para que não caia na rotina, deve ser recheado de atividades que ambos gostem de fazer e compartilhem.

8- Alinhas os conceitos de cada uma das partes do casal.

Para os psicólogos essa é a parte mais difícil para ambas as partes. Por mais parecidos, não são iguais e conviver em harmonia coma as diferenças não é fácil. O que faz com que isso seja possível é o respeito e saber até que ponto você pode ir sem ultrapassar a linha do outro.

A rotina é um dos maiores inimigos do romance. Se você acha que seu namoro está caindo na rotina e perdendo a graça, mas quer manter a chama viva, pegue sua caneta e anote nossas dicas: 

  • Procure novos lugares para vocês irem: novos lugares trazem novos ares ao relacionamento e criam novas lembranças.
  • Procurem coisas novas para fazerem juntos: não apenas no que diz respeito a passeios e viagens, mas também cursos, séries e quaisquer outras atividades que possam fazer em conjunto. Cultivar interesses em comum cria mais um ponto de proximidade entre vocês.
  • Inove: Não deixe que a vida sexual de vocês se torne um marasmo ou repetitiva. Procure novas ideias, posições e fetiches, mas sempre mantendo em consideração o que vocês dois gostam.
  • Brinque: Não é porque vocês estão juntos há muito tempo que não podem sentir novamente a sensação de estar sendo paquerado – basta fazer de conta que estão se conhecendo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *