Casamento Judeu

Dentre os mais variados tipos de casamento, de acordo com religiões e culturas diferentes, destacamos o casamento judeu, repleto de significativos rituais que representam os mais profundos propósitos e significados de uma união matrimonial. Toda a beleza da relação entre o homem e a mulher, assim como as obrigações que o casal assume um com o outro e com o seu povo são simbolizadas através dos rituais de casamento. A realização do casamento judaico se dá sob um chupá que se pronuncia hupá, que é um toldo representando a casa que será construída e compartilhada pelo casal. A exemplo da tenda habitada por Abraham e Sarah, o chupá aberto para ambos os lados trás a idéia de acolhimento, recepção de parentes e amigos com uma hospitalidade incondicional. A montagem do chupá sob a luz das estrelas tem o propósito de sinalizar a benção de Deus a Abraham e a seus filhos. A noiva, no chupá, faz 7 voltas em torno de seu noivo simbolizando a criação do mundo que se deu em 7 dias, ela também representa com esta atitude a criação das paredes de sua nova casa.

Cerimonia

O Vinho e Outros Símbolos

São servidas duas taças com vinho, cujo significado é a alegria da tradição judaica e também a reza que santifica o Kidush, recitada nas festividades e no Shabat. Kidushin é a forma como os judeus se referem ao casamento, onde se dá a santificação da mulher e do homem, as alianças de ouro puro não têm pedrarias ou desenhos, o significado para que se evitem estes adornos é a representação do casamento, uma união de beleza singela. A união matrimonial confere responsabilidades aos nubentes e ao noivo cabe principalmente o provimento de alimentos, roupas e abrigo, além das atenções dedicadas a esposa em suas necessidades emocionais. As obrigações relativas ao casamento são detalhadas em um contrato nupcial que se denomina Ketubá. No casamento judeu os direitos da noiva são prioridade, uma prova disso é que a sua formalização só se dá após a leitura total do contrato, então sete bênçãos serão recitadas e o noivo quebra, com seus pés, um copo colocado ao chão. A quebra do copo é uma tradição bastante conhecida e simboliza a tristeza dos noivos com relação à destruição de seu Templo na cidade de Jerusalém.

Alegria

O Divórcio

A lei dos judeus aceita a realização do divórcio, mas os rabinos são resistentes a buscam ponderar sobre todas as possibilidades de retomar os laços afetivos restabelecendo a união estável. Eles entendem que as separações podem e devem ser evitadas através dos esforços do casal, com a compreensão e humildade de ambos. Os sábios judeus crêem que a dissolução de um casamento faz chorar inclusive o Altar do Templo Sagrado, que derrama lágrimas de tristeza, pois para os judeus o Altar representa uma união indissolúvel e eterna entre Deus e o seu povo. Eles entendem que se Deus pode nos suportar apesar de todos os nossos erros, nós também devemos nos aceitar e perdoar deixando o orgulho de lado e compreendendo que também somos passíveis de erros.

Rabino

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>